Aquarius Life: Cabos emaranhados e fiação solta oferecem riscos e poluem paisagem do bairro

Segundo norma da ANATEL, os cabos devem estar no mínimo a 5 metros de altura do solo

Foto Life (Rua das Baleias – Aquarius)

Cabos de postes de telefonia e TV soltos, caídos e emaranhados, há meses vêm oferecendo riscos aos pedestres, ciclistas e motoristas do Jardim Aquarius. Na verdade, o problema ocorre em quase toda cidade: moradores de outras regiões também fazem reclamações recorrentemente. O emaranhado de cabos, além de esteticamente feio, oferece riscos. Outro problema são os cabos que se encontram em uma altura abaixo da mínima exigida pela ANATEL. Isto pode causar acidentes como o que ocorreu há cerca de um ano e meio na Avenida Armando de Oliveira Cobra. Na ocasião, um caminhão passou pela via de madrugada e arrebentou os cabos de telefonia.

Atualmente, os principais pontos de reclamação no Aquarius se encontram na rua Dr. Izaias Andrade Sobrinho, onde cabos soltos atrapalham a passagem de pedestres, no contorno da Av. Carlos Maria Auricchio. No local, cabos batem frequentemente nos carros que passam pelas vias. Na rua Ruivo, na altura do número 60, também há reclamações sobre cabos caídos que quase beiram o chão. Na rua das Baleias também há cabos baixos (veja na foto acima).  Na avenida Cassiano Ricardo a infração também ocorre. Existem cabos soltos na rotatória com a Alfredo Ignácio e em toda extensão da Cassiano, principalmente em frente ao “terreno das vaquinhas” e defronte ao monumento do Torii, onde podemos constatar a falta de fiscalização por parte da prefeitura.

Foto Life (Av. Cassiano Ricardo, em frente ao monumento Torii)

A Life também mediu a altura dos cabos e fios de telefonia e TV a cabo em ruas e avenidas do Aquarius e constatou que nenhum dos locais segue as normas exigidas pela ANATEL, que delimita que os cabos devem estar a no mínimo 5 metros de altura. Confira na tabela abaixo:

– Av. Armando de Oliveira Cobra, n° 200 (Cabos de Telefonia e Internet com 4,5 metros);
– Av. Comendador Vicente de Paula, n° 304 (Cabos de Telefonia e Internet com 4,6 metros);
– Av. Alfredo Ignacio Nogueira Penido, n° 694 (Cabos de Telefonia e Internet com 3,7 metros), n°451- (Cabos de Telefonia e Internet com 3,6 metros) e em frente a farmácia Pague Menos cabo da Empresa Erione com 3,8 metros;
– Av. Comendador Vicente de Paula, n° 304 (Cabos de Telefonia e Internet com 4,6 metros);
– Esquina Rua Piabas com Av. Salmão (Cabos de Telefonia e Internet com 4,3 metros);
– Av. Cassiano Ricardo, rotatória com Av. Salmão (Cabos de Telefonia e Internet com 4,4 metros);
– Rua das Baleias, n° 55 (Cabos de Telefonia e Internet com 1,84 metros)

Passando pelas ruas de qualquer bairro da cidade de São José dos Campos, a população se depara com esta situação: cabos emaranhados em postes, em árvores, soltos na rua e cabos baixos, fora da norma padrão exigida pela Anatel. Moradores podem fazer denúncias via 156 pedindo fiscalização da prefeitura, para que a mesma notifique as empresas de telefonia e TV. Os cabos têm o nome da empresa gravado, veja este exemplo na Rua das Baleias do cabo da Vivo amarrado na árvore.

Foto Life (Cabo da Vivo enrolado na árvore)

As Respostas

Comunicada, a Vivo informou que enviou uma equipe técnica a Av. Alfredo Ignacio Nogueira Penido, n° 694, para realizar os devidos reparos em sua rede no menor prazo possível. Segundo a companhia, “os demais cabos identificados pela reportagem não são da empresa. A Vivo reforça que todos a sua fiação nos locais mencionados pela reportagem estão regulares, conforme a ocupação dos postes e dentro do padrão exigido pela prefeitura São José dos Campos. A companhia monitora permanentemente a qualidade e a segurança de sua rede e orienta a população para que entre em contato pelo número 103 15 quando identificar cabos soltos ou rompidos que sejam da operadora.”

Em nota, a Claro, também representando a NET, comunicou: “A Claro obedece a regulamentação em vigor e segue rígidos padrões de segurança na operação de sua rede, além de possuir uma rotina de manutenção e adequação do cabeamento nas ruas das cidades. A empresa ainda informa que segue os padrões técnicos da concessionária de energia elétrica, responsável pelo aluguel dos postes. Com relação aos cabos soltos informados pela reportagem, a Claro informa que estes não pertencem à operadora.

A NipBr, empresa de TV a cabo e internet, afirma que realiza vistorias e manutenções semanais em 100% da rota óptica da empresa de forma a garantir que os cabos estejam rigorosamente dentro dos padrões exigidos pelas agências Anel e Anatel.

A EDP mantém um cronograma compartilhado com as empresas de telecomunicações sobre as manutenções programadas nos postes da cidade para que após as obras haja o reparo no cabeamento por parte das companhias. Além disso, em caso de necessidade, a Distribuidora reforça o contato com as compartilhantes para o atendimento de casos corretivos.

A Erione, empresa de cabos de fibra óptica, afirmou que os cabos não pertencem mais à companhia, e sim ao COI (Centro de Operações Integradas).

A Prefeitura de São José dos Campos informou, por meio da Secretaria de Manutenção da Cidade, que a fiscalização sobre a instalação de cabos é realizada pelo Departamento de Concessionárias. Nesta desta quarta-feira (20), uma equipe de manutenção do COI fez a elevação dos cabos que estavam rebaixados.

As denúncias sobre eventuais irregularidades devem ser feitas pela Central 156. 

LIFE | cotidiano - Publicado 10:04 | - Redação

Compartilhe a Life Informa:

A LIFE INFORMA é um portal de notícias regionalizadas de São José dos Campos -SP.
Acompanhe em nosso grupo de Whatsapp:  Clique aqui WhatsApp
Quer receber notícias pelo Telegram clique: Clique aqui Telegram
Denúncias, reclamações e informações: Nossa redação 12 98187-2658
Siga nossas redes sociais: @lifeinforma
Nosso Canal no YouTube: Entre aqui

Apple APP
Android APP

LIFE | ANÚNCIO DE PARCEIRO

Comentários:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.